Olha quem está falando, quer dizer, voltando. =D

7 de agosto de 2008

Por que você não comenta também?

É! Você mesmo.
Estava aqui pensando com o mouse: "O que os internautas esperam do Publiloucos?" - Para saber, preciso que vocês comentem.
Uma das coisas legais que ouvi como sugestão foi: "Por que não disponibilizar o portifolio dos profissionais do Vale?" - Rá, ouvi e já tenho vários portfolios para publicar aqui; no post anterior há o do Thaluan Esgalha. Manda o seu também que eu coloco aqui.

O Rafael Izzo, mkt da rede de Drogarias Bifarma comentou para "defender" a empresa, pois ele não concordou muito com um post que eu fiz (veja o post aqui). Isto é mais do que legal, isto é muito importante. Tanto é que disponibilizo o comentário dele na íntegra, leia:


Olá Alex, boa tarde!
Meu nome é Rafael Izzo e trabalho no marketing da rede . Há algum tempo atrás você fez um post sobre um anúncio que fizemos aí no Vale do Paraiba.
Gostaria de "defender" a minha atual empresa, apesar de não fazer parte da equipe quando este anúncio foi feito.
Sobre o desperdício do anúncio, foi muito bom você ter comentado pois não sabiamos da veiculação do anúncio nessa região. Se você puder falar em qual canal viu, podemos entrar em contato com a emissora e ver porque nosso anúncio estava passando no Vale do Paraíba.
Sobre a escolha do Maguila, apesar de não ter participado dessa escolha, a defendo pois ao trabalhar no marketing, temos feito diversas tardes de autografo com ele em nossas lojas, e se você pudesse ver a comoção que ele causa no nosso público alvo, perceberia que a escolha foi acertada.
Afinal de contas, tudo o que você disse sobre o Maguila pode até fazer sentido, porém não é necessário colocar sempre pessoas que estão "por cima" ou bem sucedidas para gerar o resultado esperado.
E apesar de muitos publicitários não concordarem, o compromisso da nossa profissão ainda é com o resultado.

Obrigado pelo espaço.



Então Rafael, eu não me recordo bem em qual canal foi veiculado o comercial, mas é na Band ou na TV Vanguarda.
Sobre a escolha do Maguila, concordo que ele tem muito carisma, nisso vocês acertaram, mas eu não o utilizaria como garoto-propaganda.

4 opiniões:

Rafael Morgado disse...

Olá, Alex!
Bem interessante sua posição perante os internautas.
Parabéns!

Abraço

Daniela Camargo disse...

Oi, Alex!
Estou no segundo ano de publicidade, e uso o Publiloucos como ferramenta de trabalhos e pesquisas.
Gosto bastante do seu trabalho.

Beijo!

Carolina Cruz disse...

Querido, parabéns!
Tá certo que este comercial passou apenas uma vez e pelo visto não teve mesmo a intenção de conquistar mercado aqui no Vale. Entretanto, se fosse veiculado mais vezes, certamente eles estavam a fim obter lucros aqui na região, futuramente, claro.

Rafael Izzo disse...

Olá novamente!

Legal meu comentário ter gerado essa repercussão. Sou formado em publicidade e trabalhei em agência durante 4 anos, quando fui fisgado para o depto. da marketing da Bifarma. E quando um profissional faz essa transição, acaba adquirindo uma experiência diferente, um pouco mais longe dos lyons cannes da vida e mais próxima do resultado do cliente, por isso defendo a escolha do Maguila. Quando entrei para a empresa, também não concordei com a escolha, porém ela já estava feita, e os resultados comprovaram que o trabalho feito pelas pessoas que estavam aqui antes de mim havia sido bem feito.

Eu sei que isso pode parecer um pouco o lance do "fim justificar os meios" mas a publicidade infelizmente (ou não!) ainda trabalha dessa forma.

Sobre o tema celebridades como garotos-propaganda, vários publicitários renomados defendem o afastamento das celebridades mais hypadas para esse tipo de trabalho.

Em primeiro lugar isso se deve porque essas pessoas têm a sua imagem muito ligada ao que fazem, pois já possuem grande visibilidade na mídia. E é complicado desvincular essa imagem e trazer essa pessoa mais perto do seu produto/serviço. Em segundo lugar, pois basta darmos uma olhada na TV e veremos celebridades se repetindo em diversos comerciais por aí. Pegue o Giba do volei como exemplo. Nessa época de Olimpiadas eu cheguei a vê-lo em propagandas seguidas na TV, saindo de uma propaganda de banco, pulando pra uma propaganda de celular. Nem preciso dizer o quão prejudicial isso é a marca. E mesmo sem contar o periodo olimpico, podemos ver o casal Angélica e Luciano Huck também apresentando um sem número de propagandas.

Por essas e outras, eu sou da opinião de: ou não utilizar celebridades desse tipo, ou se for utilizar, preferir uma que possa se associar a sua marca de corpo e alma, sendo o embaixador do seu produto ou do seu varejo.

Já me empolguei de novo, mas de qualquer forma espero que aqui seja o palco de diversas discussões como essa, pois se tem algo que eu adoro falar, é só o que faço!

Um grande abraço.

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante. Diga para todos o que você pensa! Ou melhor escreva.
Eu agradeço o comentário, se você não me xingou (e nenhuma outra pessoa de minha família), é claro.

Volte sempre!