Olha quem está falando, quer dizer, voltando. =D

22 de maio de 2008

O Publicitário que nunca ‘publicitou’.

O estudante
Pensa que uma faculdade irá garantir um emprego e permanece três/quatro/cinco anos freqüentando um curso de comunicação. No decorrer não estuda o quanto deveria ou gostaria e mesmo com o diploma na mão, fica para trás de muitos outros profissionais sem diploma.

A faculdade
O ambiente onde a cultura é exalada pelas rosas, ou melhor, deveria. Muitas vezes a faculdade não estimula o estudante de maneira correta, não possui um curso de acordo com a atualidade e não possui profissionais adequados à realidade do mercado.

O Mercado
O profissional depois de formado encontra um mercado totalmente às avessas do que lhe fora apresentado na faculdade. Grandes empresas, vorazes por novos clientes destroem o que encontram pela frente e pequenas empresas sedentas por algum cliente se vendem por alguns trocados.

Entrando no Mercado
O primeiro passo é ter coragem. Depois disso o profissional recém-formado tenta se encaixar em alguma empresa grande e por não ter tido uma formação adequada não consegue. Então, o profissional tenta se alocar em alguma empresa média e não consegue por não ter se atualizado. Dessa maneira o profissional tenta desesperadamente entrar em qualquer pequena empresa, mesmo que não seja da sua área e consegue! Consegue emprego em uma micro-empresa de comunicação, uma agenciazinha. Lá trabalha doze horas por dia e mal consegue contar o dinheiro no final do mês, que vai quase todo para o empréstimo do banco.

A Vida Particular
Com quase 24 anos o profissional não agüenta mais morar com os pais, não possui dinheiro, não possui nada. O que resta é sua cama e o livro que ganhou na faculdade: Publicidade de A a Z.

A Vida Amorosa
Não tem. O sexo oposto é coisa supérflua, pois nessa fase o essencial é conseguir fazer as coisas básicas da pirâmide de Maslow: almoçar, dormir e talvez jantar o que sobrou do almoço.

A Idéia
“Como não pensei nisso antes?” - Este é o termo utilizado pela maioria dos profissionais recém-formados. A idéia maravilhosa nada mais é do que ter a própria agência de comunicação.

A agência do recém-formado
Tentando lembrar de qual cor era uma nota de dez o profissional recém-formado lembra outra coisa: para abrir uma agência tem que ter dinheiro. Mas logo se lembra que muitas outras agências são ilegais também e deixa isso para lá.
Como nome da agência, escolhe: Duailíbiliu - União do D da DPZ com o W da W Brasil. Como o mais importante em uma agência já tinha sido realizado, o profissional recém-formado sai em busca do primeiro cliente.

O Primeiro Cliente
O profissional recém-formado tentava lembrar quais eram os quatro P’s da aula de marketing, mas só se lembrava dos quatro R’s da seleção brasileira de 2002: Romário, Ronaldo, Ronaldinho e Rivaldo.
E isso o faz lembrar de uma escolinha de futebol que tinha perto de casa, então segue para lá em busca da sua primeira prospecção.

Profissional Recém-Formado: Olá, eu sou o profissional recém-formado.
Dono da Escolinha de Futebol: Olá.
PRF: Que horas são? Ah, a propósito, você trabalha com agência de publicidade?
DDEDF: Não, trabalho com esportes, tenho essa escolinha de futebol.
PRF: Ah, o que quero dizer é se você é cliente.
DDEDF: Sim, possuo vários fornecedores...
PRF: Não, o que quero saber é se você precisa de uma agência de comunicação.
DDEDF: Ah bom. Não, nem preciso.
PRF: Oras, por que?
DDEDF: Só mês responda, como você chegou até aqui?
PRF: Ah, vi num panfleto e...
DDEDF: Então, quem fez foi o cara da gráfica, criou, produziu e refilou.
PRF: Ah, mas deve ter cobrado os olhos da cara.
DDEDF: Não, cobrou só R$40 o milheiro.
PRF: Hum, mas o senhor sabe que isso é errado. De acordo com o CENP, criar é uma tarefa da agência de publicidade!
DDEDF: Eu sei, mas é que se eu tiver uma agência tudo fica mais caro em 20%, tal do BV.
PRF: Boca Virgem?
DDEDF: Deve ser...
PRF: Mas o meu trabalho é melhor, manjo Page Maker.
DDEDF: Não obrigado, eles fizeram em Adobe Ilustrator.
PRF: Mas, mas eu faço mais rápido.
DDEDF: Ah, duvido. Mandei a logo que minha filha fez e no dia seguinte estava pronto o panfleto.
PRF: Mas, mas, mas eu cobro mais barato.
DDEDF: Feito! Quanto?
PRF: Cobro R$39,00.
DDEDF: Ah não. Deixa como está.
PRF: Ta bom, é que gostei do senhor, cobrarei R$25,00: briefing, centro de inteligência, planejamento, criação e produção.
DDEDF: Ah, mas quem vai refilar os panfletos?
PRF: Tá bom, eu refilo.

1 opiniões:

375 disse...

infelizmente essa realidade serve tanto pros profissionais de propaganda quanto pros de design. somos todos responsáveis por criar e comunicar, mas cada vez mais escalamos a torre de babel em vez de juntar nossos potenciais.

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante. Diga para todos o que você pensa! Ou melhor escreva.
Eu agradeço o comentário, se você não me xingou (e nenhuma outra pessoa de minha família), é claro.

Volte sempre!