Olha quem está falando, quer dizer, voltando. =D

28 de fevereiro de 2007 0 opiniões

Orkut: publicidade gratuita! (BBB)

Olá,

Caso você tenha entrado aqui no PubliLoucos, pelo link que foi colocado no perfil dos participantes do Big Brother Brasil me desculpe, pois não há informação nenhuma sobre os concorrentes, porém (sempre existe uma boa causa) isso foi feito com o intuito de demonstrar a força que o Orkut tem como uma alternativa à publicidade.
Você clicou no link do PubliLoucos pois acreditou qua haveria alguma informação relevante, agora pense comigo... e se as grandes empresas colocassem seus anúncios no Orkut, você clicaria? Acredito que sim, mas o Orkut não têm seu potencial publicitário explorado, tanto pelo Google (que não precisa anunciar mesmo, mas quem não precisa de anunciantes?) quanto por cada um dos usuários dessa rede de relacionamentos. Algum tempo atrás uma comunidade de FLORIANÓPOLIS foi comprada, quem sabe foi o começo....

Desculpe mais uma vez e agradeço a visita, volte sempre!
25 de fevereiro de 2007 5 opiniões

Marketing de Guerrilha...até nos vídeoclipes!

Que a Internet faz de alguns desconhecidos celebridades, todo mundo sabe! Tivemos vários exemplos desde os primórdios da Web 2.0!
A banda Canadense Barenaked Ladies teve uma sacada muito boa: recrutou 11 'celebridades' da Internet para participar do clipe de sua nova música ("Sound of Your Voice"). Os escolhidos:

- Where The Hell Is Matt?*
- Barats & Bereta
- Geriatric 1927
- Eepybird (Mentos + Diet Coke)
- New Numa (Gary Brolsma)*
- Album Cover Battle
- Brookers
- Boh3m3
- The Winekone
- Winston Spear
- Evolution Of Dance

O resultado foi um clipe de baixo custo e com poder viral nunca visto, porque com certeza algumas pessoas verão o clipe por indicações de amigos, tais como:

"Você viu o novo vídeo do cara do EVOLUTION DANCE? Como não, já passo o link..."

Parabéns para quem teve a idéia, agora sem mais delongas confira o clipe:




Dois ingredientes dessa boa idéia!

- Where the Hell is Matt?

O Matt chama-se Matt Harding, designer de games. Ele teve a brilhante idéia de viajar pelo mundo, até aí tudo bem né? Mas ele produziu um filme onde dançava (de forma não muito usual) em cada país que passou, ao todo 17.
Mas, uma empresa soube e decidiu patrociná-lo em outro vídeo e no final de 2005, Matt viajou durante 6 meses, passando por 39 países em TODOS os continentes e dançou em cada um deles.




- Numa Numa (Gary Brolsma)

Gary Brolsma, 19 anos, natural de Jersey. Alguns dizem que ele cometeu um "grave erro" ao colocar na Internet um
trecho de um clipe, onde o próprio dança (sentado na cadeira, acredite!) a música romena Dragostea Din Tei, mas eu acho que foi a melhor coisa que ele fez na vida...choveram entrevistas para o rapaz, notoriedade ele ganhou. Agora Brolsma produziu outro, mais elaborado dessa vez.




24 de fevereiro de 2007 3 opiniões

O primeiro WHISKY AMIGO do ano. Participe!

A melhor maneira de conhecer o mercado é estar nele! A APROVA em parceria com Eivissa realiza o primeiro Whisky Amigo de 2007, mas esse já é o sexagésimo sexto no total.
No evento os profissionais podem trocar informações e fazer um networking, além é claro de divertir-se em um ambiente agradável e descontraído. Sem falar que o Red Label custa apenas R$5,00 - Hehehe.




Para quem não enxergou as informações:

Dia: 13/03/07
Horário: 19h30
Local: Eivissa
Endereço: Av. Adhemar de Barros, 152 - Jd. São Dimas - São José dos Campos

*Caso tenha restado dúvidas, ligue na APROVA: (12) 3934-4244
17 de fevereiro de 2007 2 opiniões

LUTO. Lute você também por um Brasil melhor!

Creio que todos saibam da última tragédia (entendo que sempre há uma nova tragédia em solo Tupiniquim, mas refiro-me a que mais chocou) que ocorreu em nosso país, infelizmente pela insistência e sensacionalismo da mídia que ataca sem dó, trocando a dor de uma família por alguns pontos a mais no ibope.
Nosso ilustríssimo presidente faz questão de lembrar dos vizinhos do país, mas esquece dos próprios filhos dessa terra, prova disso é o “acordo” que fez com Evo Morales na compra de gás da Bolívia, no qual o Brasil pagará apenas R$ 144 milhões a mais, belo acordo! Lula faz ainda questão de frisar que antes de presidente ele é companheiro do Evo Morales, amizade construída nos primórdios da esquerda brasileira, ou seja, uma vaidade pessoal vale mais do que uma nação. Mas isso é outro problema...voltemos ao foco desse texto.
Em Salvador, Lula disse: “Nos Estados Unidos, onde o problema da distribuição de renda não é problema, jovens matam dezenas de jovens em uma escola. Na Rússia, onde o problema da educação não é problema, jovens invadem escolas, seqüestram alunos, matam alunos. No Brasil, gente de classe média entra em cinema, atira e mata pessoas”, questionando a idéia de que a violência tenha por causa a questão social, ou seja, os muitos problemas sociais não influenciaram os acusados (leia-se marginais).
O governo tira o dele da reta, a igreja é contra a redução da maioridade penal e nem ouse dizer sobre a pena de morte, o judiciário é um dos mais lentos do universo.
Quem vai fazer alguma coisa? Essa é uma das perguntas mais fáceis, nós mesmos temos que agir contra todos esses males, como uma nação de verdade, muitas vezes o ufanismo aflora quando a justiça aclama.
O publicitário Nizan Guanaes, redigiu os seguintes spots que traduzem perfeitamente a situação, confira:

"Neste final de semana, a capa da revista Veja pergunta ao Brasil: “E aí? Nós não vamos fazer nada?”. Se referindo ao bárbaro crime do garoto que foi arrastado por 7 km no Rio. E aí, motorista de táxi? E aí, aposentado? E aí, mãe de família? Nós não vamos fazer nada? E aí, Rio de Janeiro, não vamos fazer nada? E aí, Brasília, São Paulo, não vamos fazer nada? E aí, governo e oposição, não vamos fazer nada? E aí, sociedade brasileira? A pergunta não quer calar. Um menino de seis anos foi arrastado por 7 km, uma morte brutal. E aí? Nós não vamos fazer nada?”

“Neste final de semana, a capa da revista Veja pergunta ao Brasil: "Não vamos fazer nada?", se referindo ao bárbaro crime do garoto que foi arrastado por 7 km no Rio de Janeiro. Bom, nós que somos publicitários decidimos fazer uma campanha de rádio para fazer a mesma pergunta da revista: “E aí? Nós não vamos fazer nada?". E a nossa proposta é que cada um de nós, dentro do que pode fazer na sua profissão, faça alguma coisa. E espalhe esta pergunta: um garoto de seis anos foi arrastado por 7 km. E aí, a gente não vai fazer nada? Espalhe a pergunta, responda, reaja."


Assim como os políticos se unem para aumentar os próprios salários enquanto muitos trabalhadores brasileiros ganham um mísero salário mínimo, unamos nossas forças para enfrentar a violência. Mas lembre-se, fácil é apontar os problemas, o difícil é encontrar a solução.
E aí, a gente não vai fazer nada?



11 de fevereiro de 2007 5 opiniões

Clássicos da propaganda brasileira!

Essa semana reparei que fora a Skol, não há nenhum outro anunciante com uma boa propaganda. Não basta a propaganda ser funcional, ela tem que marcar a público (memória química).
Me bateu saudade dos comerciais que eu adorava ver, vai aí um 'revival' dos top 12 melhores comerciais dos últimos tempos:


Guaraná Antarctica (Pipoca e Guaraná)




Parmalat (Mamíferos)




Carlinhos




Valisére (Primeiro Soutien)




Folha de São Paulo (Hitler)




Telesp (Morte do Orelhão)




Brastemp (Não é assim...)




Sukita (Tio da Sukita)




Kadett (Edson Cordeiro)




Faber Castell (Aquarela)




Parahyba (Não espere...)




Philco (Formiguinhas)